Esse processo é de muito aprendizado para a mãe e o bebê, mas o companheiro também tem uma importância muito grande para garantir o bem-estar de todos

Matéria retirada do site pais e filhos. leia a matéria na integra aqui

amamentação é uma das maiores expectativas da mulher enquanto gestante, mas o processo nem sempre é fácil após o nascimento de bebê. Amamentar é um grande aprendizado tanto para a mãe quanto para a criança e a participação do pai nesse processo é fundamental. “O fato de gestar e poder amamentar por meio de seu próprio corpo faz da mulher a protagonista nesta jornada com os filhos, mas estudos revelam que, a participação ativa e o apoio do pai é fundamental para o estabelecimento da amamentação, aumentando ainda a probabilidade de iniciar e prolongar este processo”, conta Eneida Souza, enfermeira pediatra e consultora em aleitamento materno parceira de Philips Avent.

De acordo com uma pesquisa global, realizada por Philips Avent em 2019,  81% dos pais gostariam de estar mais envolvidos no período de amamentação. No Brasil, esta realidade atinge um percentual menor (77,93%), embora 72,18% dos companheiros afirmarem estar envolvidos em confortar e cuidar do bebê. O estudo revela ainda que 88,69% das mães brasileiras acreditam que são necessárias mais informações sobre como os parceiros podem apoiá-las nesse período de amamentação para tornar essa fase mais fácil.

Pensando nisso, Eneida Souza, listou algumas dicas de como os pais podem auxiliar e se envolver de maneira prática no processo da amamentação. Confira:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.