Você precisa conhecer a

PALESTRA DO MAMYAQUI

A MamyAqui ministra sobre gestação, paternidade maternidade, casal, família e desenvolvimento infantil

Roda de conversa sobre Paternidade

Quem disse que o pai não engravida? O que acontece com os homens que esperam ansiosamente que sua parceira engravide, será que esses homens tem alteração hormonal, de comportamento e ate mesmo alteração física?

Já ouviram falar sobre a Síndrome de Couvade, não é uma doença, mas um conjunto de sintomas que podem aparecer nos homens durante a gestação. O pai se exprime psicologicamente ao assumir a gravidez apresentando sensações semelhantes aos da companheira grávida.

Os futuros pais podem engordar, sofrer com enjôos, desejos, crises de choro ou mesmo depressão. Para que isso não traga nenhum desconforto ao casal, é preciso estar atento a esses sinais e, cada vez mais, orientar os futuros pais e mães. Hoje a participação do pai e tão grande que desenvolvemos um curso de amamentação para o pai. Faca a diferença abrace também os futuros pais durante a gestação.

O trabalho com amamentação passou a ser preventivo, orientar casal e familiares antes da chegada do bebê. Passei a desenvolver junto com empresas parceiras, curso de capacitação para odontopediatras, enfermeiras e outros profissionais da saúde. Desenvolver manuais, conteúdos para profissionais e público leigo, palestras, workshop, trabalhos internacionais.  Mas algo ainda chamava a minha atenção, ao entrar na casa de uma família para auxilia-los na amamentação, passei a observar que corrigir pega, posicionamento, avaliar mãe e bebê era rápido mas a amamentação não é somente isso, técnica, a amamentação vai muito mais além…

Foi quando decidi fazer a Pós em Terapia Sistêmica de Família Casal e Psicodrama para ampliar o meu atendimento e tornar lo sistêmico. Após 3 longos anos de formação e muito estudo a sementinha tinha germinado, crescido e estava pronta para dar frutos, assim nasceu a MamyAqui.

O propósito? Levar informações não baseadas somente na Separar – minha experiência como mãe mas levar conteúdo Sistêmico de anos de estudo para gestantes, mãe, pai e família com dificuldade em estabelecer amamentação e famílias com filhos pequenos para que descubram os recursos internos para desempenhar os mais novos papeis, o de mãe e pai.

Se dar a oportunidade de entender a linguagem dos bebês da criança, não existe fórmula, o que funciona para um nem sempre funciona para o outro.

Auto conhecimento

Para o crescimento conjugal, cada parceiro se torna um auxiliar do outro no caminho de autoconhecimento, ajudando na identificação de forças, déficits e excessos, de forma amorosa e empática.

‘E verdadeiro jogo que exige regras pre estabelecidas, não esquecerem que cada um traz para o mesmo espaço malas de tamanho, pecas muito diferentes um do outro.

Carregamos histórias que dão ação e reação aos comportamentos e emoções. O auto conhecimento traz um olhar amplo de admiração pela escolha que cada um fez, possibilita ouvir a narrativa da história do outro com plena atenção.

Promove o entrelaçamento dos novelos de lã que juntos vão tecer um tapete, que será estendido pelos caminhos escolhidos para que andem, para que desatem os nos necessários, por que olhem para trás e vejam o quanto valeu a pena.

Brinquedos e Brincadeiras - Oficina

É Brincar, e talvez apenas no brincar, que a criança ou adulto fluem sua liberdade de criação. Mesmo as mais simples brincadeiras, aquelas que todo mundo faz com bebês, são estímulos importantes para o desenvolvimento infantil.

Através de uma brincadeira de criança, pode-se compreender como ela vê e constrói o mundo – o que ela gostaria que fossem quais as suas preocupações e problemas.

Pela brincadeira a criança expressa o que teria dificuldade de colocar em palavras. A criança age em função da significação que vai dar aos objetos dessa interação, adaptando-se à reação dos outros elementos da interação, para reagir também e produzir assim novas significações que vão ser interpretadas pelos outros, como numa espiral.

Dentro de cada um temos uma criança interior, eh no brincar que temos a oportunidade de cuidar da nossa criança também. Na oficina desenvolvemos brinquedos e brincadeiras onde os adultos e crianças interajam em um constante crescimento.

Ser casal na contemporaneidade

As transformações que os relacionamentos amorosos passam e estão passando, possibilitando um maior enriquecimento e contribuição a uma experiência vivenciada pela maioria dos indivíduos Na contemporaneidade as relações amorosas estão mais abertas a afetividade e à busca pelo prazer.

Os cônjuges querem viver intensamente a relação e uma busca desenfreada pelo prazer, tem formado laços frágeis, gerando uma sensação de insegurança nas relações que podem ser desfeitas a qualquer momento, sem um investimento no enfrentamento das dificuldades e conflitos inerentes a relação, minimizando-se ou bloqueando os processos de resiliência.

Na modernidade líquida, acredita-se que na mesma velocidade que as relações acontecem elas também acabam. Esse comportamento líquido rouba do indivíduo a capacidade de reflexão sobre o discernimento de suas atitudes, assim age-se por impulso, instinto e desejo numa tentativa voraz de não lida. Convido-os para uma jornada de casal, cuidar da relação de forma preventiva, compreender que as crises existem e como crescer com elas.