You are currently viewing Quais as necessidades emocionais da criança?

Quais as necessidades emocionais da criança?

É fundamental para um bom desenvolvimento bio-psico-social e emocional, que toda criança se sinta amada pelos pais e adultos próximos, recebendo atenção, carinho e sentindo-se querida, em uma família que a ama e que deseja a sua felicidade. Durante todo o desenvolvimento é muito importante criar o olhar observador para o comportamento da criança, o olhar fala, o comportamento fala. Lembrar que o nosso tempo não é o tempo da criança.

Que as nossas expectativas são nossas e não devem ser transferida para elas. Mas quais as necessidades básicas para o desenvolvimento emocional?

1- Necessidade de afeto e atenção

Sentir-se amada e querida é essencial para que qualquer criança consiga lidar com a sua realidade e desenvolver-se bem emocionalmente. É fundamental que os pais tenham “tempo de qualidade” com a criança, ouvindo o que ela tem a falar e estimulando-a a se expressar livremente. A partir desse contato afetivo que a criança se torna mais feliz, exercita a sua sociabilidade, constrói sua autoestima e aprende a se relacionar com as outras pessoas.

2- Necessidade de segurança e de limites

Educar não é tarefa fácil, mas é necessária. Amar também envolve impor regras e limites, ensinando a criança quais são os comportamentos aceitáveis para conviver com outras crianças, outras pessoas. Por isso, saber dizer “não” também é essencial. Um não sem gritos, sem palavras agressivas.

Em geral, é recomendado que o “não” seja acompanhado de uma explicação dos motivos daquela reprimenda, fazendo com que a criança sinta-se segura por poder contar com alguém que lhe oriente. Limites claros ajudam a criança a compreender o que é esperado dela, além de ajudar na sua formação, estimulando-a a buscar soluções para seus problemas e preparando-a para o futuro. Uma criança que possui limites claros e definidos consegue se tornar um adulto capaz de entender as regras da sociedade, de se portar de maneira íntegra e de se sentir seguro das suas próprias escolhas.

3- Necessidade de estímulos

Estímulos que transmitam segurança e que desenvolvam as suas habilidades, estimule descobertas, curiosidade , criatividade. É por meio de tentativas e erros que fortalecemos a nossa autoestima, tornando-nos adultos independentes e confiantes.

Quando somos crianças, não temos noção da nossa autoimagem, que é criada totalmente a partir das impressões dos adultos com quem convivemos, do que dizem sobre a criança, como a enxergam e verbalizam. Por isso, as atitudes de rejeição podem deixar marcas profundas na criança. É muito comum pais dizerem “Você é muito bravo”, essa forma de comunicar a criança a torna brava, ela se reconhece como brava. Que tal dizer “ Hoje você está bravo. Dessa forma você ajuda a criança a reconhecer as emoções e da a liberdade de se desenvolver emocionalmente dentro dos recursos que tem e recebe. Nos siga, logo mais tem matéria nova para ajuda los no desenvolvimento saudável do seu filho.

Deixe um comentário